China: não usaremos pandemia da COVID-19 para aumentar influência geopolítica 1


A China está disposta a compartilhar sua experiência no combate à pandemia da COVID-19 com outros países, e não vai usá-la como instrumento para aumentar sua influência geopolítica, declarou o Ministério das Relações Exteriores chinês.

A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Hua Chunying, declarou nesta sexta-feira (3) que seu país não irá utilizar a COVID-19 como instrumento para aumentar sua influência geopolítica.

“Sobre as medidas eficientes adotadas pela China e seu expertise no combate à epidemia, não vamos usá-los nunca como instrumentos de influência geopolítica”, garantiu a porta-voz.

Ela disse que a adoção por outros países de medidas e sugestões chinesas no combate à COVID-19 seriam recebidas com satisfação por Pequim.

“A pandemia da COVID-19 é uma crise inesperada, que demanda uma resposta rápida. Agora, temos que nos focar em proteger a saúde e a vida das pessoas ao redor do globo”, declarou Hua Chunying.

A doença causada pelo novo coronavírus, descoberta na província de Hubei, já afeta mais de 200 países e infectou mais de 1 milhão de pessoas mundialmente.

https://br.sputniknews.com/asia_oceania/2020040315411244-china-nao-usaremos-pandemia-da-covid-19-para-aumentar-influencia-geopolitica/


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Um pensamento em “China: não usaremos pandemia da COVID-19 para aumentar influência geopolítica

  • Alexandre de Souza Franz

    Excelente posicionamento! A China mostra grandeza, visão e grande nobreza do seu governo e população. Um exemplo raro, digo raríssimo em um tempo histórico no qual imperam a mesquinhez,a falta de visão e as iniciativas tacanhas. Expedientes comuns na nossa era de diplomacia míope e de líderes impetuosos como adolescentes e estrategistas inconsequentes como crianças.